Desisto…

Desisto…

Há um dia em que chegas ao finito das tuas forças e só pedes uma coisa: deixar de sentir. Deixar de sentir o negro no peito Deixar de sentir o cansaço que te prende à cama Deixar de sentir o corpo inerte que desfalece segundo a segundo Deixar de sentir o vai e vem da...